Banco Central (Bacen) anunciou no início da semana a criação de um Grupo de Trabalho para definir as diretrizes de governança do open banking, sistema que irá padronizar as APIs desenvolvidas pelas instituições bancárias, de forma a permitir que o usuário possa utilizar serviços de diferentes empresas com base em um cadastro único.

“O Open Banking é prioritário para o Banco Central e faz parte da nossa Agenda BC#. Será decisivo para a definição do sistema financeiro do futuro, em uma sociedade cada vez mais conectada e digital.”, explica Otávio Damaso, diretor de Normas do Bacen, em comunicado.

De acordo com o Bacen, o GT trabalhará para viabilizar uma implementação segura única do sistema dentro do Brasil, propondo padrões tecnológicos e procedimentos que deverão ser seguidos por todas as companhias do setor.

Para constituir o Grupo de Trabalho, a autarquia selecionou seis representantes indicados pelas entidades de classe representativas do sistema financeiro: Febraban (bancos de grande porte), ABBC (bancos de médio porte) OCB (cooperativas), ABCD e ABFintech (fintechs); Abranet CâmaraNet (internet), ABECS, Abipag (empresas de pagamento).

O Bacen informou, porém, que “manterá diálogo constante com todas as partes interessadas na implementação do Open Banking, mesmo com aquelas que não estejam participando diretamente do GT, de forma a garantir que todas as diferentes visões no sistema financeiro sejam consideradas na estruturação da governança e, na sequência, na própria implementação do Open Banking”.

Fonte: Computerworld.

 

Quer saber mais sobre nossos serviços?

Fale conosco







O que oferecemos